CM Tecnologia / Infográficos

O que podemos aprender com os melhores hospitais do mundo?

Independentemente da especialidade da sua instituição ou de qual sua posição atual no mercado, ela precisa constantemente buscar melhorias. Os melhores hospitais do mundo, costumam apresentar alguns pontos em comum na gestão hospitalar. Alguns exemplos são atendimento humanizado, investimento em tecnologia, profissionais qualificados e excelente infraestrutura.

Ou seja, existe um porquê para elas estarem em destaque, afinal, quando pensamos na saúde de nossos familiares sempre procuramos o melhor.

Neste post, vamos mostrar algumas das principais instituições do mundo que se mantêm em boas colocações em rankings mundiais. Vale lembrar que boa parte delas estão localizadas na Europa e nos Estados Unidos. Confira!

Johns Hopkins Hospital

Instalado em Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos, o Johns Hopkins Medicine é um dos melhores hospitais do mundo. Nesta instituição, o ambiente foi estrategicamente projetado para oferecer o melhor tratamento aos pacientes.

O Hospital Johns Hopkins surgiu em 1889 e foi classificado como o primeiro do país pela News & World Report. Como uma organização consolidada no mercado, atualmente, equivale a cerca de oito bilhões de dólares, segundo a própria fundação.

Colaborações internacionais

O conhecimento em medicina, enfermagem, saúde pública, educação médica, pesquisas e administração, proporcionam ao Johns Hopkins condições de oferecer cuidados médicos por meio de colaborações sustentáveis e de alto impacto em todo o mundo.

Tratamento especializado

O atendimento ao paciente é uma das prioridades para esta instituição, que permanece há anos como uma das melhores do mundo.

Ela utiliza uma abordagem multidisciplinar para tratar com sucesso uma variedade de doenças e condições.

Os processos diagnósticos também são uma prioridade, visto que por meio desses dispositivos há uma garantia de diagnóstico adequado. A partir daí, utilizam o atendimento humanizado para personalizar a assistência aos usuários. Abaixo, algumas das áreas de especialização do Johns Hopkins :

Câncer

  • câncer colorretal;
  • câncer no fígado;
  • câncer pancreático;
  • câncer no estômago.

Neurocirurgia

  • gliomas;
  • meningiomas;
  • tumor espinhal.

Neurocirurgia pediátrica

  • malformação de Chiari;
  • craniossinostose;
  • cirurgia de epilepsia;
  • rizotomia dorsal seletiva espasticidade.

Tumores pediátricos no cérebro

  • astrocitoma cerebelar;
  • ependimoma;
  • meduloblastoma.

Chris Hani Baragwanath

O hospital Chris Hani Baragwanath é o terceiro maior do mundo. Atualmente, conta com mais de três mil camas e quase sete mil funcionários. A instituição fica na área de Soweto, em Joanesburgo, África do Sul.

Seu maior objetivo é alcançar o mais alto nível de atendimento ao paciente, com base em princípios científicos. Treinar o corpo de trabalho é outro propósito do Chris Hani, uma vez que aproximadamente 70% das internações são emergenciais.

Esse hospital foi construído no que hoje é Diepkloof, em 1942, para ajudar soldados britânicos. A partir de então, a instituição Baragwanath – como ficou conhecido depois de 1948 – cresceu, sendo supostamente o maior hospital do hemisfério sul.

Em 1997, seguiu-se outra mudança de nome, com a instalação sendo agora conhecida como Hospital Chris Hani Baragwanath, uma homenagem ao líder do Partido Comunista Sul-Africano, assassinado em 1993.

University of Texas MD Anderson Cancer Center, EUA

O MD Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas, é uma entidade focada em tumores malignos nos Estados Unidos. Além de ser uma instituição acadêmica, ainda possui um centro de pesquisas e tratamentos.

Estes estudos proporcionaram, em 2014, que cerca de oito mil pacientes participassem de um estudo terapêutico, que explora novos tratamentos, tornando-se assim o maior programa de combate ao câncer no mundo.

Característica que tornam estes os melhores hospitais do mundo

Algumas características, às vezes subestimadas por instituições brasileiras, fazem toda a diferença na assistência do usuário. Veja abaixo alguns pontos comuns nestas entidades que as tornaram referências no campo da saúde.

Atendimento humanizado

Qualquer indício de doença coloca os usuários em uma situação de tensão. Doenças provocam variadas emoções, dessa forma, é imprescindível que os profissionais de saúde estejam preparados para lidar com esses sentimentos.

Muitos estudos mostram que a relação paciente e equipe pode ser mais importante que a qualidade do tratamento técnico oferecido. Esse tipo de acolhimento considera a integração entre a qualidade técnica e de relacionamento que se desenvolve entre os pacientes.

Existem algumas características perceptíveis aos usuários, quando estão de fato recebendo um atendimento humanizado, como:

  • abordagem baseada na ética profissional;
  • tratamento individual, ou seja, considera a pessoa como um todo e não a classifica de maneira generalista;
  • cuidado realizado com empatia, atenção e acolhimento integral;
  • presença de um olhar sensível para as questões humanas;
  • respeito às diferenças;
  • comunicação eficiente, levando em consideração o estado emocional do paciente e da família;
  • atendimento que transmita confiança, segurança e apoio;
  • estrutura física que atenda às necessidades de cuidado e tratamento.

Investimento em tecnologia

A tecnologia para hospitais tornou-se uma das principais aliadas da gestão, na medida em que proporciona bem-estar aos usuários. Sabe-se que atualmente não basta ter somente uma equipe técnica qualificada, apesar de ser muito importante.

Em um mundo em que as informações chegam cada vez mais rápidas, as unidades de saúde devem acompanhar as inovações. Ao ter uma gestão eficiente, capaz de organizar um número grande de dados, a instituição automaticamente otimiza muitas atividades.

Entre as ferramentas tecnológicas mais importantes para a gestão hospitalar estão os softwares, plataformas de comunicação e armazenamento digital. Considerando as especificidades de cada um desses dispositivos, eles agilizam a organização de informações e seu acesso a elas.

Profissionais qualificados

Os profissionais de saúde são os representantes da instituição como um todo. Dessa forma, se não executarem uma boa assistência, o paciente provavelmente vai desqualificar o hospital.

O aperfeiçoamento, independente do cargo em que o funcionário se encontra, é fundamental. É necessário que o profissional seja incentivado pela instituição a investir em cursos, novas línguas e participar de palestras, por exemplo.

Essas ações são uma tentativa de garantir a harmonia no ambiente de trabalho, e conseguir visualizar o progresso de cada membro da equipe. Outras estratégias são otimizar áreas que não estão sendo tão bem assistidas e potencializar aquelas que já apresentam bons resultados.

Infraestrutura de excelência

A ausência de uma infraestrutura hospitalar adequada pode gerar diversos conflitos no dia a dia da instituição. Além de causar ainda mais riscos físicos aos usuários.

Para manter uma boa condição nos atendimentos, o primeiro passo é mostrar que se preocupa com o bem-estar dos pacientes. Também, é primordial implementar recursos que provem que a infraestrutura do hospital ou clínica, é segura.

Os melhores hospitais do mundo

Uma das primeiras recomendações que ouvimos é procurar sempre um hospital reconhecido. A preocupação em receber um tratamento médico que ofereça cuidados de qualidade e que disponha de profissionais capacitados é constante. Principalmente, porque basta um único erro para que a vida de um paciente seja colocada em risco.

Neste artigo, ao apresentar alguns dos melhores hospitais do mundo, a intenção é mostrar bons exemplos na saúde, que podem ajudar em algumas decisões em sua entidade.

É claro que nenhuma unidade de saúde é igual, já que todas possuem suas limitações e seus próprios processos. Mas, espelhar-se em casos de sucesso é uma estratégia inteligente para alcançar seu objetivo de estar entre as melhores.

Estude como funcionam os procedimentos nas mais variadas instituições brasileiras. Inspire-se naquelas que apresentam um atendimento superior, afinal a busca pela ascensão precisa ser constante. Os melhores hospitais do mundo não começaram com a excelência que apresentam hoje, um dia já se inspiraram nas boas referências do mercado.

Leia mais: Votação para o Oscar da Saúde 2019 bate recorde

Infográfico: medidas essenciais para garantir a segurança do paciente

Nos últimos tempos, diferentes estudos científicos demonstraram que os pacientes podem ser vítimas de falhas que ocorrem desde o atendimento. Nesse contexto, a segurança do paciente ajuda a prevenir possíveis danos que geram um aumento no tempo de internação, sequelas permanentes e até mesmo a morte.

A qualidade do serviço prestado nas instituições de saúde vem se tornando uma exigência cada vez maior da população, e cabe às unidades de saúde adotar medidas que irão atender a todas as expectativas da sociedade.

Ao longo deste post iremos apresentar o conceito e como aplicar a segurança do paciente.

O que é a segurança do paciente?

A segurança do paciente é um conjunto de práticas executadas pelas instituições de saúde para reduzir ao máximo os danos no ambiente hospitalar.

O Brasil é um dos países que compõe a Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2004. O objetivo desse acordo é adotar parâmetros que aperfeiçoam o atendimento do usuário e aumentem a qualidade dos serviços prestados.

Nos últimos tempos, diferentes estudos científicos demonstraram que os pacientes podem ser vítimas de falhas que ocorrem desde o atendimento. Esses danos podem gerar um aumento no tempo de internação, sequelas permanentes e até mesmo a morte do paciente.

A qualidade do serviço prestado nas instituições de saúde vem se tornando uma exigência cada vez maior da população, e cabe às unidades de saúde adotar

medidas que irão atender a todas as expectativas da sociedade.

O que é o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP)?

O Ministério da Saúde Brasileiro instaurou em abril de 2013, por meio da Portaria nº 529, de 01/04/2013, o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Ao aplicar essas medidas, as entidades demonstram maior comprometimento com o bem estar do paciente. Afinal, um único erro pode causar danos irreversíveis à saúde de uma pessoa.

Você entende como a segurança do paciente se relaciona nas dimensões da qualidade no atendimento em saúde?

A segurança do paciente é uma das seis dimensões consideradas mais importantes para que a assistência à saúde possa ser considerada de qualidade.

Dessa forma, essas seis dimensões asseguram que a assistência à saúde deve ser:

  • segura: tudo aquilo que deve ser feito para evitar que o paciente sofra danos desnecessários causados pela assistência;
  • efetiva: a assistência deve ser realizada com o foco em fazer a coisa certa para quem precisa. Isso quer dizer que ela não deve cometer excessos e nem deixar de realizar qualquer tipo de medida;
  • centrada no paciente: os valores e preferências do indivíduo sempre devem estar consideradas para a tomada de qualquer decisão;
  • eficiente: o atendimento ao paciente deve ser racional, evitando qualquer tipo de desperdício ou excesso. Não devem ser gastos quaisquer recursos sem que haja necessidade;
  • igualitária: a qualidade da assistência prestada deve ser igual para qualquer ser humano. Não importando gênero, raça, idade, religião, condição econômica ou característica social ou cultural;
  • oportuna: qualquer perda de tempo ou atraso deve ser evitado a todo custo, tanto do ponto de vista do paciente, quanto do ponto de vista do profissional.

Veja a seguir, as medidas que o ajudarão a obter mais sucesso em alguns aspectos.

Como acontece a identificação do paciente?

A identificação do paciente é uma das partes mais importantes, pois pode evitar erros graves no atendimento. Por isso foi criado um protocolo de identificação do paciente.

Alguns erros que ele pode evitar são:

  • erro ao administrar os medicamentos;
  • troca de membro durante o processo cirúrgico;
  • erro de diagnóstico médico ocasionado por troca de exames;
  • troca de recém-nascidos na maternidade;
  • risco de infecção hospitalar, e outros.

O protocolo de identificação do paciente exige, entre outras coisas, a necessidade de usar pelo menos dois identificadores (ex.: nome e data de nascimento do paciente). Na pediatria, também é indicada a identificação com o nome da mãe.

Além disso exige-se o uso de pulseiras de cores diferentes, colocada normalmente no braço do paciente (em casos de bebês recém-nascidos, coloca-se no tornozelo), para que todos os dados sejam conferidos antes do atendimento.

Esta confirmação da identificação do paciente antes de seu atendimento inclui ainda processos como:

  • a orientação da administração correta de medicamentos;
  • tipo sanguíneo do paciente (para o caso de transfusão);
  • coleta de material para a realização de exames;
  • entrega correta;
  • dieta;
  • realização de procedimentos mais agressivos.

Você entende a importância do treinamento da equipe em prol do aumento a segurança do paciente?

Para garantir a segurança do paciente, a participação ativa de todos os profissionais nas fases do processo é extremamente importante.

Qualquer erro cometido pela equipe, pode colocar em risco a segurança do paciente. Geralmente ainda que por boa intenção do profissional, erros que acontecem no processo de atendimento podem marcar pra sempre a vida do paciente.

Normalmente isso está diretamente ligado às falhas no atendimento do sistema de saúde e à falta de preparo dos profissionais.Portanto, uma equipe bem educada e treinada é a garantia de um cuidado seguro e eficaz ao paciente.

Você tem os principais links e documentos sobre segurança do paciente?

Abaixo, alguns links e documentos para auxiliar em sua pesquisa sobre a segurança do paciente:

Portarias, Notas Técnicas e Resoluções:

Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde (ANVISA):

Protocolos contidos em Portarias 2095 e 1377:

Materiais e protocolos preventivos:

A segurança do paciente deve ser uma preocupação de toda a instituição de saúde. E, no momento atual, com os vários recursos tecnológicos disponíveis no mercado, tornou-se significativamente fácil proporcionar um atendimento de qualidade. Diante deste cenário, todos os aspectos acima devem ser estudados e aplicados para que os riscos à saúde do paciente diminuam a um nível aceitável.

 

Como o software de saúde pode facilitar a vida do paciente e da instituição?

Usar um software de saúde para gerir tanto os agendamentos on-line quanto os demais canais de atendimento da clínica pode facilitar muito o dia a dia das instituições e dos pacientes. Além disso, ter à disposição uma plataforma web é sinônimo de modernidade e praticidade.

Os softwares disponíveis atualmente no mercado, apresentam soluções maduras, seguras, completas e estruturalmente organizadas. Isso simplifica o atendimento na saúde, fortalece o relacionamento com o usuário e garante uma experiência sempre positiva, que acaba por fidelizar o paciente.

É preciso manter-se a par das mudanças que ocorreram no mundo, o que inclui explorar o ambiente on-line. Por isso é tão importante ter essa comodidade à disposição dos usuários, e o uso de um software médico é uma ótima opção.

Entre os benefícios, destacam-se:

  • liberdade para marcar e desmarcar consultas;
  • remanejamento simples de pacientes;
  • prontuário eletrônico;
  • diminuição da burocracia;
  • armazenamento em nuvem.

Com isso, é possível integrar os diversos setores da unidade de saúde, gerindo as informações para melhorar o serviço prestado. Assim, as funcionalidades dos softwares de saúde se apresentam em todo o processo de atendimento, desde a marcação de uma consulta até o resultado do exame, por exemplo.

Melhora-se também a humanização do atendimento dos pacientes, que passam a ter mais confiança na equipe e nos tratamentos. Outro ponto positivo é que toda a informação gerada no software hospitalar é unificada e segura, por se tratar de uma plataforma totalmente voltada à interoperabilidade.

A solução se baseia num conjunto de sistemas, serviços e processos que trabalham juntos para otimizar a jornada do paciente. No infográfico abaixo apresentamos as vantagens de adotar um software para hospitais, consultórios, clínicas ou laboratórios:

INFOGRÁFICO software de saúde facilita a vida do paciente e da instituição

Aspectos legais do uso de softwares de saúde

Ao mesmo tempo em que as soluções on-line ganham espaço na área de saúde, atrelando-se às dinâmicas da interação social, é importante atentar para as questões legais que regem o uso desses sistemas. Principalmente no que diz respeito ao contexto brasileiro.

A informática pode ser usada também como um instrumento de serviço da sociedade. Quando aplicada a serviços de saúde, está subjugada à legislação publicada na Constituição Federal, que rege o SUS.

Desse modo, o desenvolvimento de softwares hospitalares no Brasil deve ser regido pelas proposições do Decreto nº 7508, de 28 de junho de 2011, para organização e integração das ações e dos serviços de saúde, contemplando a oferta de:

  • ações e serviços de vigilância em saúde;
  • promoção;
  • proteção;
  • recuperação da saúde em âmbito regional e inter-regional.

Ter um software médico é essencial para manter a instituição de saúde em conformidade com as novas necessidades dos pacientes. Isto facilita muito o cotidiano do consultório e integra todas as ações do sistema.

Além de toda as facilidades supracitadas, adotar um sistema proporciona grande diferencial competitivo e crescimento estratégico para a instituição. Além é claro de melhorar consideravelmente o atendimento ao usuário.

Para entender melhor como funciona um software de saúde acesse o vídeo tutorial e entenda como reduzir custos e melhorar o funcionamento dos processos de atendimento e gestão.

[Infográfico] 10 motivos pelos quais os pacientes faltam às consultas

São inúmeros os motivos que podem levar o paciente a faltar a alguma consulta médica.

Este ato pode gerar um prejuízo geral: não apenas para a instituição, mas também para o paciente, que poderia ter sido atendido e ajudado em relação ao que o levaria até lá, e além disso, prejudica ainda os outros pacientes, que poderiam ter sido atendidos no horário reservado por aquele que não compareceu.

Clique aqui e acesse o e-book gratuito: como atrair mais pacientes e evitar faltas

Hoje, vamos listar e explicar os 10 motivos mais recorrentes:

  • Esquecimento;
  • Imprevistos;
  • Desorganização;
  • Insatisfação com a instituição;
  • Não vêem importância no retorno;
  • Falta de comunicação instituição – paciente;
  • Demora na sala de espera;
  • Falta de alguma política de cancelamento;
  • Dificuldade no cancelamento;
  • Conflito de horários.

Motivos pelos quais os pacientes faltam às consultas

 

A CM oferece soluções para o seu atendimento, incluindo aquelas cujos benefícios que diminuem a faltas dos seus pacientes.

Um exemplo disso é o CM Confirma!

 Através desta ferramenta, são enviados SMS ou e-mails  para os pacientes com prazo de antecedência pré-determinado (24 ou 48 horas antes do procedimento), mas não apenas como um lembrete, mas também como uma mensagem de confirmação.

O sistema faz a leitura das respostas e as transfere para o sistema de gestão utilizado pela instituição mediatamente.

Conheça o CM Confirma: confirmação de Consultas e Exames

O algoritmo desenvolvido por nossa equipe faz a leitura da resposta enviada pelo paciente e depois vai até o sistema de gestão informando se o paciente está confirmado ou desmarcando a consulta ou exame.

No caso de respostas positivas, o sistema já transfere a resposta para a base de dados da instituição e avisa com o status confirmado.

No caso de resposta negativa, o sistema desmarca o horário imediatamente, fazendo com que o horário possa preenchido por outro paciente que estiver precisando.

Desta maneira, vemos que a maioria dos motivos podem ser evitados com um bom sistema de comunicação da instituição com o paciente, e um bom atendimento de todos os setores envolvidos, para que o paciente sempre se sinta motivado a voltar (e que seja lembrado disso)!

[Infográfico] Redução de custos no call center de clínicas, hospitais e laboratórios

Reduzir custos é sempre muito bom para manter uma saúde financeira satisfatória da sua instituição de saúde.

Criamos um material gratuito explicando como você pode reduzir custos no call center de clínicas, hospitais e laboratórios. Mostrando soluções alternativas para que você possa ter menos dor de cabeça com o seu call center e aumentar a satisfação do paciente.

Selecionei também, alguns materiais que possam te mostrar maneira de reduzir os custos dentro do atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios:

Redução de custos em call center em hospitais, clínicas e laboratórios

Baixar Infográfico redução de custos no call center de clínicas, hospitais e laboratórios

[Infográfico] Os 5 erros que farão os pacientes desaparecer da sua clínica

O paciente deve ser o foco dos trabalhos de uma instituição que atue no mercado da saúde.

Porque quase tudo que acontece dentro da organização gira em torno do paciente, desde o faturamento da organização até as melhores práticas de atendimento.

Por isso, é muito importante estar sempre atento ao que está acontecendo, para não cometer erros que farão com que o paciente desapareça da sua clínica.

Os 5 principais erros no atendimento ao paciente

Além do que, perder um paciente é muito ruim. Financeiramente falando e também, para a clínica como um todo.

Pois, como foi falado o paciente é o motor das instituições de saúde. Ficando claro, a sua importância para o mercado da saúde.

O que se tem visto, no mercado brasileiro é o tratamento dos pacientes como meros produtos e não como pessoas que precisam de atenção.

Atendimentos padronizados, falta de empatia são alguns dos sintomas que apontam essa falta de atendimento humanizado.

 

Infográfico erros que farão os pacientes desaparecer da sua clínica

 

Infográfico_01

 

Uma clínica lotada é o que todos nós almejamos, para isso primeiramente devemos nos atentar a esses erros e tomar medidas para que eles não aconteçam.

Além de, se preocupar para que eles não aconteçam em sua clínica.

Vamos ressaltar quais são os 5 principais erros que farão seu paciente desaparecer da sua clínica:

  • Longo tempo de espera nas ligações
  • Redirecionamento em excesso
  • Dificuldade ao tentar entrar em contato com a clínica
  • Falta de horários disponíveis
  • Empatia

Agora que você viu que isso pode está te privando de ter mais pacientes em sua instituição de saúde, espero que se atente a esses pontos e não deixe que isso te dê preocupação.

 Conclusão

Pode se notar que no fim das contas, tudo se resume ao relacionamento entre a instituição e o paciente.

A CM possui soluções que podem lhe auxiliar nesse processo de melhoria:

Antes de finalizar este blog post, gostaria de fazer uma pergunta para você leitor: O que tem achado dos nosso conteúdos?

Sua opinião é muito importante para que a equipe da CM lhe entregue os melhores materiais do mercado da saúde.

Se você deseja saber mais sobre o assunto, selecionamos o texto “Como aumentar o número de pacientes em clínicas e hospitais para que você tenha mais pacientes em sua clínica.

[Infográfico] Comparativo entre agendamento online X Call center

Você já sabe quais são as diferenças entre o agendamento online e o agendamento via call center?

Caso sua resposta seja não, você está no lugar certo.

Criamos um material gratuito explicando as principais diferenças entre os dois meios de se agendar procedimentos. Além de, explicar qual é o mais indicado para a sua instituição.

Um comparativo entre o agendamento online e o agendamento call center

Selecionei também, alguns materiais que se correlacionam com esse comparativo para que você não perca nenhum insight essencial para utilizar ambos serviços:

Baixar infográfico comparativo entre agendamento online X call center

 

 

[Infográfico] O processo de acreditação em sua operadora de saúde

Processo de acreditação operadora de saúe

Segunda a ONA(Organização Nacional de Acreditação), que é o organização responsável por certificar a qualidade de serviço de saúde no Brasil,  “Define-se Acreditação como um sistema de avaliação e certificação da qualidade de serviços de saúde.”

O programa de acreditação visa mensurar o nível de qualidade dos serviços oferecidos pelas operadoras de saúde a seus beneficiários. Contando com padrões mínimos previamente estabelecidos.

A acreditação é essencial para a operadora que deseja manter um alto padrão no mercado e deseja ser reconhecida como uma organização que busca sempre a melhoria continua.

Um exemplo de como você pode estar sempre executando melhorias, é por meio do ciclo PDCA que é uma metodologia de fácil uso e implementação nos processos de melhoria continua, que significa: Plan(Planejar), Do(Fazer), Check(Chegar) e Act(Agir). Que é um ciclo continuo e quando executado você estará sempre passando por alguma dessas etapas.

PDCA para operadoras de saúde

Para o que uma organização de saúde seja acreditada, primeiramente os indicadores de todas as áreas da empresa serão estudados, que originará um parecer atestando o grau de conformidade encontrado. A operadora é pontuada de acordo com a análise dos indicadores avaliados. Que caso seja alcançada, ela será acreditada em um dos 3 níveis:

  • Nível I: operadoras de planos de saúde classificadas entre 90 e 100 pontos;
  • Nível II: operadoras de planos de saúde classificadas entre 80 e 89 pontos;
  • Nível III: operadoras de planos de saúde classificadas entre 70 e 79 pontos;

É importante ressaltar, que o processo de acreditação acontece sempre. Ou seja a organização receberá um certificado com prazo de validade e para a renovação será necessário sempre atender aos padrões estabelecidos. Existe ainda a possibilidade, de subir, cair ou sair do padrão de acreditação.

Então, vamos ao infográfico que mostrará os principais benefícios da acreditação para a sua operadora de saúde:

Infográfico processo de acreditação em sua operadora de saúde

Infográfico sobre o processo de acreditação de uma operadora de saúde

Conclusão

A acreditação é uma decisão estratégica de médio a longo prazo envolvendo que haja uma redefinição das práticas da operadoras de saúde. Não se tratando de apenas uma avaliação.

Visto que o certificado concedido pelo órgão acreditador tem validade de 2 anos e após esse período será necessário que o processo aconteça novamente.

Por isso, vale frisar que é muito importante para a operadora que deseja ser acreditada que ela estará em um processo de melhoria continua.

Além de, procurar alguma instituição que vá te auxiliar nesse processo para que nada seja esquecido e tudo esteja dentro dos padrões estabelecidos pela ANS.

[Infográfico] Qual é a jornada do paciente no agendamento online?

Neste infográfico iremos abordar um comparativo de como é a jornada de atendimento do paciente, com agendamento online, e com agendamento comumente usado (via call center). Além disso, abordaremos a importância da confirmação do procedimento dentro do agendamento.

Iremos te mostrar os principais benefícios e desvantagens de ambas modalidades de agendamento.

É importante frisar que as propostas de agendamento trabalham muito bem em conjunto, melhor do que separadas, trazendo um ganho espetacular para a instituição em diversas frentes.

Os principais ganhos que uma instituição de saúde tem com o uso do agendamento online em conjunto com o atendimento normal são:

  • Aumento na qualidade (satisfação) do atendimento
  • Maior rapidez para agendar uma consulta
  • Mais facilidade para marcar um procedimento
  • Redução dos gastos com atendimento

Segundo um levantamento feito pelo Cis-Comcam, em Campo Mourão no Paraná, 1 em cada 4 consultas não foram realizadas devido ao não comparecimento do paciente, ou seja em números concretos dão 26% dos procedimentos agendados.

Infográfico comparativo da jornada do paciente entre o agendamento online e o agendamento via call center

agendamento-online

Espero que você tenha gostado do infográfico e que ele seja útil pra você.

A CM Tecnologia é líder nacional em agendamento online integrado e quer trazer as melhores soluções para trazer conforto, confiança e tranquilidade para o paciente e para os profissionais da saúde.

Portanto, fique a vontade para entrar em contato e conhecer as nossas soluções e como elas irão te ajudar. Enquanto isso segue uma breve descrição de algumas delas:

Central de Marcação Online

 Solução para agendamento de consultas e exames online integrado ao sistema de gestão da organização.

CM Envia

 Solução para melhorar o relacionamento entre o profissional da saúde e seus pacientes. É possível fazer campanhas de divulgação, integrar a plataforma ao sistema de gestão da organização e dentre outras funções.

Ficou curioso? Então acesse e conheça essas soluções www.cmenvia.com.br e www.centraldemarcacao.com.br

[Infográfico] Jornada de atendimento do paciente

Jornada de atendimento do paciente com agendamento online

Nesse infográfico mostraremos como funciona a jornada de atendimento do paciente quando se utiliza uma plataforma de agendamento online de consultas e exames.

Com o infográfico ficara claro, o quanto o processo fica simplificado quando a instituição faz o uso de uma ferramenta do tipo.

Quando a instituição faz o uso de uma plataforma para realizar o seu agendamento de consultas e exames, ocorre uma redução no tempo de duração da jornada de atendimento do paciente e nota-se, também um crescimento no nível de satisfação do paciente.

É muito importante para a organização de saúde que deseja ter excelência, que ela busque sempre as melhores práticas e que as utilize em seu estabelecimento. Pode ser, uma nova técnica de realização de cirurgia ou um software para auxiliar o dia a dia de uma clínica.

Com isso, conheça como ficará a jornada de atendimento do paciente quando se faz o uso de uma plataforma de agendamento online integrada. Que é conectada ao sistema de gestão da instituição, que realiza o agendamento de maneira automatizada e em tempo real.

Bom, veja como esse processo ocorre no infográfico abaixo:

 

Infográfico sobre a  jornada de atendimento do paciente

Jornada de Atendimento do paciente com agendamento online

Como visto acima a jornada de atendimento do paciente com o agendamento online é bem mais simples que aquela dentro de um call center. Com isso, o agendamento online é uma ótima alternativa para a instituição que almeja a maior satisfação dos seus pacientes.

E você leitor faz o uso de algum plataforma de agendamento online de consultas e exames? Conte pra gente se você notou esse ganho dentro da jornada de atendimento do paciente.

Gostaria de te pedir uma ajuda, estamos buscando novos temas que você espera ver como  infográfico.

Se existe algum tema que você quer que seja representado  dessa maneira, fale com a gente que se for cabível produziremos a sua sugestão em nossas próximas edições.