CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / Como o Check-in automatizado pode salvar vidas?

Como o Check-in automatizado pode salvar vidas?

No que diz respeito à área da saúde, se todo o processo hospitalar fosse automatizado, a maioria dos problemas enfrentados pela população brasileira poderiam ser imensamente diminuídos.

Agora, imagine uma situação: você tem uma rotina muito agitada e por conta disso, mal tem tempo de respirar. Alguém do seu trabalho gripa e você (como sempre) acaba ficando doente também.

A ideia de ir a um hospital, esperar em uma fila para ser atendido (porque obviamente haverá uma) apenas para tratar uma simples doença é algo que toda pessoa abomina.

tédio - automatizado

No final, dependendo da lotação, você não consulta no médico e consequentemente se automedica.

O ciclo vicioso de doenças respiratórias (ainda mais se estivermos no inverno) se repete, mas você continua se automedicando. Até que em um belo dia, a automedicação já não surte mais efeito.

Com seu sistema imunológico enfraquecido, você pode ficar exposto a outras adversidades, e contrair uma bactéria, por exemplo. Como a baixa imunidade acaba dando essa abertura para outras doenças, inevitavelmente chega a hora de procurar um médico.

Mesmo em hospitais com perfis completamente diferentes, é muito comum encontrarmos algumas características semelhantes em setores de pronto atendimento que contribuem para que esses atributos se mantenham. Elas são:

  • O tempo médio de atendimento é superior a 30 minutos;
  • Atendente deixa a desejar no atendimento, devido à pressão sofrida;
  • Longas filas de espera.

É sempre a mesma coisa…

Ao chegar em um setor de pronto atendimento, o processo é quase sempre o mesmo: você chega ao hospital, espera ser chamado para se direcionar ao guiché. Passa os dados, aguarda um tempo, é chamado de novo para validar o convênio e depois espera novamente para se direcionar à triagem e só então vai para a consulta.

Entretanto, na atual situação  das clínicas e hospitais brasileiras, quando você chega a uma unidade de atendimento o tempo começa a passar e depois de bastante tempo, você ainda não está nem perto de ser atendido no guichê.

espera - automatizado

Como o hospital saberá que seu caso deve ser dado como prioridade se há uma fila de pessoas na sua frente que ainda nem passaram pela triagem?

Existem métodos como o protocolo de Manchester, que facilitam a triagem.

De toda forma, só ele não é o suficiente para agilizar e priorizar os atendimentos da maneira correta.

Ficar em um ambiente hospitalar com um sistema imunológico baixo abre porta para inúmeras outras doenças. Se você realmente já estiver com algum problema sério, você com certeza não vai querer outro.

Em algumas situações, o atendimento é tardio, o que acaba agravando o quadro dos pacientes. Embora isso possa parecer improvável de acontecer, esse tipo de situação vem se tornando cada vez mais comum no dia-a-dia da população brasileira.

Como eu disse anteriormente, o setor de pronto atendimento hospitalar apresenta uma série de características que acaba perpetuando um ciclo eterno de atendimentos disfuncionais e pacientes insatisfeitos.

Se o atendimento é ruim, o paciente acaba evitando-o, se automedicando e só passa a ir ao hospital quando já não é mais possível resolver de outra maneira, contribuindo para o aumento do TMA (tempo médio de atendimento), já que o processo ao longo de sua jornada dificilmente funcionará da forma ideal.

No turno da noite, então, o atendimento em clínicas e hospitais tende a ser diminuído, já que os custos são maiores.

Quando o pronto atendimento está cheio, e há apenas um atendente operando, o nível de satisfação dos pacientes sem dúvida irá diminuir, já que o TMA será maior.

Lembre-se ainda que a doença ou incômodo sentidos nesse tempo de espera será o diferencial na hora dele buscar uma instituição. Ninguém, nem mesmo o mais calmo dos seres humanos se acostuma a filas lentas ou quilométricas.

Como a instituição de saúde pode quebrar este ciclo?

Antes de ter um contato direto com o setor de saúde eu acreditava que não havia muito o que fazer para mudar essa realidade. Na minha opinião, o hospital deveria focar em treinamento, ou contratar mais pessoas. Desta forma o problema com a demora no atendimento provavelmente seria solucionado.

É claro que os hospitais poderiam fazer isso e resolver parcialmente o problema. Seria essa a melhor forma de aumentar a eficiência no setor de pronto atendimento? Provavelmente não.

Para quebrar esse ciclo, a instituição pode utilizar ferramentas que aumentem o nível de satisfação do paciente como o check-in automatizado.

O Check-in automático

Muitas vezes o atendimento em uma unidade de pronto-socorro é tão demorado que pode acabar culminando em um agravamento de quadro.

Por conta disso, pensamos na seguinte questão: e se o paciente pudesse “realizar o seu próprio atendimento”? O tempo médio de atendimento é reduzido e isso ajuda os hospitais a salvar mais vidas.

O Check-in automático surgiu com a ideia de agilizar e simplificar o pronto atendimento de forma a tornar a experiência do paciente cada vez mais satisfatória. Ainda de quebra, diminuir gastos com o atendimento dos hospitais e das clínicas.

Por ser uma ferramenta bem simples, já que é o próprio paciente quem faz todo o atendimento ligado a parte burocrática. O check-in automático traz às instituições de saúde os seguintes benefícios:

  • Aumento no nível de satisfação do paciente;
  • Fim das filas na recepção;
  • Processo de check-in semelhante ao das companhias aéreas.

Conclusão

Possuir um bom atendimento na hora de agendar consulta/exame é o que faz um paciente escolher entre duas instituições distintas. A chave para uma instituição de saúde organizada é estar sempre aberto a novas soluções.

É justamente por isso que eu te apresentei o Check-in!

Sinônimo de um pronto atendimento mais organizado e dinâmico, como eu disse anteriormente, ele é essencial para diminuir o tempo médio de atendimento!

Isso é fundamental para aumentar a satisfação do paciente dentro de uma clínica ou hospital, e claro, salvar vidas!

Nós da CM Tecnologia nos preocupamos em desenvolver soluções. Tudo que fazemos busca acompanhar todo o percurso do paciente dentro de uma instituição de saúde. De forma a eliminar gargalos e aumentar a satisfação do mesmo.

Sabemos que soluções como, o check-in automático, são importantes tanto para as unidades de pronto atendimento como para os pacientes.

Por isso, nosso papel é mostrar às instituições, como as tecnologias podem tornar os processos de atendimento cada vez melhores.

quadro - automatizado

Assim como a gente, as instituições de saúde também devem tentar providenciar o melhor atendimento possível para seus pacientes. Afinal de contas, são eles os responsáveis pela alma da instituição. Os pacientes felizes sempre retornam, e recomendam o serviço aos amigos.

Tenho certeza que iremos te ajudar a alcançar a meta de tornar esse setor cada vez melhor!

Se você tem interesse em otimizar seu pronto-atendimento, não deixe de entrar em contato conosco clicando na imagem abaixo.

 

automatizado

assinatura-julia - automatizado

Sem comentários
Postar um comentário