CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / Cliente interno: qual a sua importância e como atendê-lo

Cliente interno: qual a sua importância e como atendê-lo

O cliente interno inclui todas as pessoas que trabalham na instituição de saúde: gestores administrativos, médicos, técnicos em enfermagem… Ou seja, todo o capital humano da entidade.

É comum que ao utilizar o termo “cliente” façamos uma associação ao público-alvo aos quais as organizações oferecem seus serviços. Entretanto, é necessário preocupar-se também com o atendimento ao consumidor de dentro das unidades.

A satisfação do colaborador aumenta significativamente a chance de resultados positivos na assistência aos pacientes. Embora o cliente interno não seja necessariamente quem consumirá seus produtos, ele é a peça-chave para o sucesso da instituição.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas práticas de como melhorar o contentamento dos funcionários e mostrar a importância de uma relação saudável entre os profissionais de saúde. Acompanhe!

Avalie o clima da instituição

O primeiro passo para saber quais mudanças necessitam ser estabelecidas no ambiente organizacional é ouvir as pessoas. O ato de analisar a atmosfera da unidade hospitalar precisa ser o mais constante possível. Afinal, é ela uma das responsáveis pela motivação e engajamento das equipes.

Como fazer a avaliação?

Independente do número de perguntas, as questões devem abordar temas como: estabilidade do emprego, salário, benefícios, relacionamento interpessoal e comunicação. De acordo com esses itens, a instituição elabora o conteúdo do formulário da maneira mais objetiva e clara possível.

Invista em infraestrutura

As instituições têm como obrigação oferecer aos funcionários um ambiente confortável. Principalmente na área da saúde, em que os profissionais passam longas jornadas no local de trabalho.

A falta de infraestrutura atrapalha consideravelmente a boa convivência entre as equipes. Pois, o espaço desestruturado e desorganizado afeta a disposição e o humor das pessoas.

Os hospitais precisam de funcionários realmente saudáveis para conseguirem se dedicar inteiramente aos pacientes. Só oferecer bons planos médicos e odontológicos não é o suficiente. O ideal é proporcionar qualidade de vida dentro e fora do trabalho.

Essas ações, quando realmente seguidas pelas unidades de saúde, trazem resultados visíveis na diminuição do número de afastamentos pelo INSS, por exemplo.

Utilize a tecnologia

Os sistemas tecnológicos quando devidamente implantados podem ajudar muito a evitar conflitos, principalmente na organização das tarefas e na comunicação. Atualmente, existem algumas ferramentas criadas especificamente para facilitar o cotidiano das instituições, como:

  • Trello: é um aplicativo destinado à gestão das tarefas de trabalho. Ele pode ser usado tanto por um só indivíduo como para atividades em equipe. Na plataforma, as tarefas são incluídas com os detalhes e informações necessários para que a demanda seja concluída no prazo determinado;
  • Slack: Assim como uma rede social, o Slack é onde os funcionários da empresa podem se reunir em uma sala virtual e interagirem no mesmo ambiente. Isto é, entrar em salas de bate-papo e ter suas conversas arquivadas.

Seja flexível

Ser maleável é, muita das vezes, a melhor opção para solucionar os problemas do dia a dia. A flexibilidade está relacionada à capacidade de agir com humanidade. E, ser flexível não significa abdicar das suas expectativas e opiniões, mas saber ouvir.

Estar disposto a auxiliar a equipe quando necessário é um desafio enfrentado por muitos gestores. Por isso, o diálogo é fundamental, tanto para compreender o seu time quanto para conquistar sua confiança.

Crie metas e desafios

Definir as metas é fundamental para o engajamento dos colaboradores, que muitas vezes podem não ter clareza de qual direção devem seguir. Além disso, estimulam a equipe a alcançar novos desafios e desenvolver habilidades e competências.

Compreender os objetivos individuais dos integrantes do grupo de trabalho, também é uma ótima estratégia para os coordenadores. O ideal é auxiliar o funcionário a traçar um plano de carreira de acordo com seu perfil.

Tenha seu cliente interno realizado para conseguir pacientes satisfeitos

Todos sabemos que quanto mais contente os colaboradores estiverem, melhor será o resultado de todos os processos da instituição. O paciente consegue perceber quando as equipes estão, por algum motivo, desalinhadas ou com dificuldades de convivência.

É preciso que as instituições façam uma auto análise, tentando verificar quais pontos necessitam de reestruturação e quais são os mais fáceis de serem solucionados.

Abaixo, algumas medidas acessíveis que ajudarão no bem estar dos seus profissionais:

 

  • disponibilize frutas;
  • tenha parcerias com academias (para incentivar a atividade física);
  • invista em jogos, como ping-pong nos horários de intervalo ou almoço;
  • ofereça convênios médicos e odontológicos;
  • obtenha parcerias diversas, como restaurantes, salões de beleza e instituições de ensino;
  • promova eventos como happy hours, comemoração de aniversário e confraternizações.

As organizações que inserem essas práticas em sua rotina conseguem oferecer bons atendimentos aos pacientes. O fundamental é entender que os colaboradores do setor da saúde possuem uma pressão significativamente maior do que outros especialistas, por lidarem diretamente com a vida humana.

Por isso, procure estratégias para aperfeiçoar sua gestão e proporcionar um melhor ambiente ao seu cliente interno.

Sem comentários
Postar um comentário