CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / Hospital digital: entenda esse conceito

Hospital digital: entenda esse conceito

Primeiramente, é preciso esclarecer que um hospital digital não é um produto, um perfil ou um tipo específico de empresa.

Hospital Digital: uma breve introdução

Um hospital digital é um conceito moderno de assistência à saúde, que permite otimizar tempo, processos e recursos.

Essa ideia inclui acesso a dados que tornam mais fácil para os gestores hospitalares a tomada de decisão e a escolha por ações que aproveitem ao máximo os recursos já existentes sem mudar a estrutura do cenário, por exemplo.

Imagine um ambiente hospitalar em que o prontuário dos pacientes é físico, as contas são impressas e os exames ainda são entregues em lâminas.

Junte a isso um sistema de cadastro e gestão de pacientes que não conversa com o sistema de faturamento nem com o software que controla os estoques. Para completar, essa empresa não tem um sistema único de cadastro e controle da mão de obra.

Quais as chances de um hospital como esse permanecer no mercado competitivo que vivemos atualmente? Considerando que essa instituição não tem uma premissa básica para alcançar o sucesso, pode-se dizer, sem medo de errar, que as chances são muito pequenas.

Um hospital digital garante que todas as suas informações sejam devidamente armazenadas em um sistema de gestão principal que conversa o tempo todo com os demais sistemas  que a instituição utiliza e que são necessários para o pleno funcionamento do hospital.

Para ficar claro como o hospital digital se norteia e pode ser usado, falaremos sobre 5 pontos em que ele beneficia as instituições de saúde.

Gestão do corpo clínico

A gestão do corpo clínico é uma tarefa complexa que os gestores hospitalares lidam em seu dia a dia.

Essa complexidade existe em primeiro lugar por envolver diretamente a gestão de pessoas.

Nesse sentido, o conceito de hospital digital vai ao encontro da gestão quando disponibiliza que os dados sobre os atendimentos fiquem disponíveis em uma mesma plataforma. Dessa forma, os gestores conseguem ver quais clínicas dão mais movimento e são mais rentáveis.

Nesse cenário, é possível adotar políticas que incentivem a participação de mais médicos, o que poderá contribuir para um melhor aproveitamento de áreas e equipamentos ociosos.

Prontuário Eletrônico

Para atingir a excelência na gestão do corpo clínico, o prontuário eletrônico é essencial para alcançar esse objetivo. As informações passadas aos pacientes ficaram armazenadas e poderão ser usadas a qualquer momento para alguma análise.

Pode, ainda, ser feita uma análise de desempenho da equipe médica através das informações passadas ao paciente ao longo do tratamento.

Conhecimento pleno sobre o perfil dos pacientes

Uma das premissas do marketing é que você deve conhecer bem o seu potencial cliente ou, no caso hospitalar, o paciente.

Muitas vezes as instituições acabam negligenciando isso. Por consequência, acabam oferecendo serviços para o paciente que acabam não agregando em nada para o seu consumidor final.

Por isso, é bom sempre ter essas informações na mão. Elas ajudam a tomar melhores decisões, além de facilitar o caminho a ser percorrido para alcançar o que foi planejado e metas.

Não é só isso que essas informações trazem de benefícios para o hospital. Ficará muito mas fácil prever sobrecarga de algum setor, sendo possível atuar para que a instituição consiga suprir a demanda com previsibilidade.

Quando o sistema aponta uma sobrecarga no setor de otorrino do atendimento de emergência em um determinado período, por exemplo, é possível que essa informação sinalize um grande problema ou uma grande oportunidade.

Nesse caso, é preciso analisar o contexto e as informações epidemiológicas da população local para conseguir evitar, por exemplo, algum surto viral causado pelo tempo seco.

Logo, ter conhecimento pleno sobe o perfil dos pacientes facilitará e muito a sua vida.

Otimização de recursos

Um sistema digital pode reunir todas essas informações, ajudar a instituição a economizar dinheiro e evitar o desperdício.

Pela integração existente em um hospital digital, quando você consulta a escala de plantões no sistema online, vai conseguir ter o conhecimento de quais unidades produtivas necessitam de mais pessoal, sem achismos.

Assim, você consegue fechar a escala de profissionais de forma mais enxuta. Se, por outro lado, uma unidade está sobrecarregada, é possível mexer no fluxo de atendimento para que um serviço fique mais tranquilo enquanto o outro ganha, aos poucos, força.

Esses dois exemplos foram relacionados à gestão de pessoas, porém o mesmo se aplica aos outros setores do hospital que necessitam de gestão.

A integração propiciada por essa prática faz até com que seja possível que uma atendente marque uma consulta em outra unidade da rede, que trabalhe com banco de dados separados.

Eficiência no agendamento de consultas e exames

O setor de atendimento, que é responsável pela totalidade ou maioria das marcações, é em sua essência ineficiente.

Isso acaba ocorrendo por diversos fatores, tais como: alta rotatividade da equipe, alto nível de stress da equipe, congestionamento de ligações telefônicas, baixa taxa de satisfação do paciente com o atendimento, tempo médio de atendimento elevado.

Enfim, são inúmeros problemas. E ainda é possível listar vários outros.

Uma solução para que se ganhe eficiência nesse setor é o agendamento online das consultas e exames, que nada mais é que disponibilizar um canal online para que o paciente tenha mais conforto, tranquilidade e praticidade na marcação do seu procedimento.

“77% dos pacientes consideram positiva a prática de agendamento, confirmação e cancelamento online” segundo pesquisa feita pela Accenture.

Além de propiciar um ganho de eficiência, a solução também reduz custos com o atendimento.

A marcação online permite que o tempo gasto no telefone, pelas atendentes, seja investido em um bom atendimento presencial, além de facilitar a percepção do fluxo, evitando a sobrecarga dos setores.

Tomada de decisões

Um hospital digital faz com que os gestores hospitalares tomem decisões num tempo mais curto e ao mesmo tempo com uma maior eficacia.

Em vez de ficar esperando relatórios imensos de cada setor, cada gerente pode gerar seus próprios relatórios e tomar a decisão que achar mais acertada de acordo com o contexto apresentado.

Se a decisão exigir que várias pessoas se envolvam no processo decisório, os relatórios podem ser compartilhados entre os responsáveis.

O importante é não haver limitações geográficas no hospital digital.

Outro fator fundamental é que as decisões são tomadas com base em informações de acesso restrito, que só pessoas devidamente autorizadas terão acesso as informações.

Pois, por questão de segurança, tudo deve ser planejado e codificado para que as pessoas certas recebam as informações certas.

Portanto…

O hospital digital já é uma realidade no mercado brasileiro, gerando um bom retorno para as instituições ao proporcionar uma melhor experiência para o paciente dentro do seu tratamento.

Ficou com alguma dúvida? Fique a vontade para batermos um papo! Ficaremos muito felizes em poder te ajudar.

Aproveitamos para deixar uma sugestão de material que pode te ajudar a levar sua organização ao patamar de hospital digital.

CTA (2)

Sem comentários
Postar um comentário