IDSS: 6 dicas para aumentá-lo

CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / IDSS: 6 dicas para aumentá-lo
6 dicas para aumentar a IDSS

IDSS: 6 dicas para aumentá-lo

O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) é o que amplia a transparência entre as operadoras e os contratantes. Assim como o ABCDE do trauma oferece cuidados básicos à vítima, o índice oferece ponderações no relacionamento cliente-plano.

Criado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), objetiva a regulamentação da qualidade dos serviços oferecidos pelas operadoras do Brasil. Oferecendo incentivo constante para o aperfeiçoamento das empresas, o IDSS tem como base a acreditação.

Pensando na importância do assunto, reunimos neste artigo as principais informações que você precisa saber sobre IDSS.

IDSS: o que é?

Sendo usado como uma ferramenta quantificadora e comparativa, o IDSS pode ser decisivo na hora de uma contratação. Divulgado anualmente no site na ANS, leva em consideração o desempenho de cada entidade ao longo do ano anterior.

Desse modo, dá papel de juiz ao contratante, já que as informações possibilitam determinar qual o melhor plano de saúde. O IDSS tem uma pontuação entre 0 e 1, onde quanto mais próximo de um, maior a assertividade da operadora. 

Um ponto importante a ser sabido é que para manter a nota alta é preciso cumprir requisitos que envolvem administração, estrutura e operação dos serviços.

6-dicas-para-aumentar-o-idss

Mudanças do IDSS

Em 2017, a ANS anunciou novas mudanças, tornando a comunicação dos resultados do Programa de Qualificação da Saúde Suplementar ao consumidor mais direta.

Além das alterações no IDSS, também há novos pré-requisitos para a elegibilidade das operadoras participantes do Programa. Nesse ínterim, passam a ser exigidas a completude da adoção dos padrões TISS e TUSS, assim como qualidade mínima nos dados enviados.

A partir de então, as operadoras são obrigadas a publicar em seu site os resultados do índice. Tendo para isso um prazo de até 30 dias após a divulgação dos dados. Mas, o que é realmente levado em consideração no cálculo?

O que é considerado no cálculo do IDSS?

Cada dimensão considerada para o cálculo do IDSS tem peso sobre a nota final. Para isso, quatro indicadores compõem a nota, são eles:

  • Indicador de Dimensão da Qualidade em Atenção à Saúde (IDQS) – avalia o conjunto de ações para o atendimento das necessidades dos beneficiários, com ênfase em promoção, prevenção e assistência;
  • Indicador da Dimensão de Garantia de Acesso (IDGA) – oferece condições relacionadas à rede assistencial, possibilitando a garantia de acesso e abrangendo a oferta de rede de prestadores;
  • Indicador da Dimensão de Sustentabilidade no Mercado (IDSM) – monitora a sustentabilidade da operadora, considerando equilíbrio econômico-financeiro, satisfação do beneficiário e compromisso com prestadores;
  • Índice de Dimensão de Gestão de Processos e Regulação (IDGR) – confere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS.

O cálculo é realizado pela média ponderada dos índices com o peso de 30% para IDQS, 30% para IDGA, 30% para IDSM e 10% para IDGR.

A classificação é feita por uma pontuação que varia de 0 a 1, dividida em cinco faixas. São elas: 0,00 a 0,19 / 0,20 a 0,39 /0,40 a 0,59 /0,60 a 0,79 e 0,80 a 1,00.

Pesquisa de satisfação

A Pesquisa de Satisfação dos Beneficiários pode acrescentar 0,25 pontos à Sustentabilidade no Mercado para o cálculo do IDSS. É uma investigação voluntária que deve seguir as diretrizes da ANS.

Com isso, os dados obtidos são padronizados, permitindo a criação de uma série histórica de resultados.

Além de acrescentar pontos ao IDSS, permite conhecer os principais fatores que destacam os serviços das operadoras perante o consumidor. Desse modo, é mais fácil gerar qualidade para o setor e divulgar informações que auxiliem na melhora.

Quem pode participar do IDSS?

Todas as operadoras que atendem aos requisitos mínimos e às diretrizes estabelecidas pela ANS podem pontuar no IDSS. Para isso, deve-se encaminhar à Agência o site da empresa, comprovando a divulgação da pesquisa do ano anterior.

Como melhorar o IDSS?

Para melhorar a nota do Índice é preciso seguir algumas orientações, conforme enumerado abaixo:

  1. Ofereça uma rede mais dispersa – quanto maior for a oferta de serviços disponibilizados aos conveniados, maior a nota. Isso pode incluir, por exemplo, serviços básicos de acolhimento, assistência hospitalar, urgência 24h e cobertura odontológica.
  2. Envie informações corretas – a operadora deve enviar todos os dados exigidos pela ANS.
  3. Garanta a estabilidade financeira – indicadores de dimensão econômico-financeira levam em consideração ativos garantidores vinculados, patrimônio líquido e liquidez corrente.
  4. Tenha um serviço focado no beneficiário – isso garante, consequentemente, a permanência do contratante.
  5. Estimule a promoção da saúde.
  6. Invista em soluções de gestão – as inovações tecnológicas oferecem otimização dos processos administrativos e uma gestão mais eficiente. Também evita erros operacionais que comprometem indicadores.

Além de tudo isso, separamos 22 dicas para reduzir o tempo médio de atendimento (TMA) do call center. Isso pode contribuir para melhorar a satisfação dos usuários e refletir positivamente no IDSS.

Sem comentários
Postar um comentário