CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / Conheça as vantagens de integrar um software hospitalar ao seu ERP

Conheça as vantagens de integrar um software hospitalar ao seu ERP

Hoje em dia, é improvável achar uma instituição que não use um ERP. A grande sacada é otimizar os recursos com a integração de outro sistema, sem perder informações, segurança e otimizar o atendimento na saúde. Um exemplo disto é o uso de um software hospitalar.

ERPs – Enterprise Resource Planning (planejamento de recursos executivos), são ferramentas de gestão corporativa que as empresas usam para organizar seus serviços.

Este tipo de sistema é composto por módulos integrados, com uma base de dados única e não redundante. Isto possibilita que vários departamentos da empresa se comuniquem constantemente de modo independente.

A integração acontece quando dois ou mais produtos se unem para criar uma solução usando o mesmo banco de dados e informações compartilhadas, proporcionando assim uma visão unificada para a gestão.

Desta forma, fica muito mais fácil tomar decisões embasadas em dados e informações reunidas e disponibilizadas em um mesmo lugar. Para isso, o mercado oferece uma variedade de ERPs voltados para necessidades específicas, inclusive no setor da saúde.

Quando as instituições de saúde percebem que é possível conectar ao seu sistema operacional outras soluções que suprirão necessidades específicas, ganham a chance de se destacar e ser referência no mercado.

Os ERPs hospitalares disponíveis podem ser ajustados a demandas específicas. Entretanto, para que haja uma customização é preciso adequar o sistema totalmente por meio do uso de um outro programa, contando assim com alterações maiores.

Depois de entender as facilidades proporcionadas pela integração do ERP e de um software hospitalar, as instituições de saúde devem pesquisar quais as melhores opções do mercado para potencializar seus recursos humanos e financeiros.

No caso das instituições de saúde, existem utilitários que oferecem agilidade no atendimento dos pacientes. Isso otimiza o TMA e ajuda na fidelização.

Tudo isso vale o investimento?

As empresas, geralmente, reservam cerca de 3% a 5% do faturamento para investir em Tecnologia da Informação. Isto também inclui a implantação de um ERP hospitalar.

Os preços variam muito e podem se adaptar de acordo com a realidade financeira de cada instituição.

Entretanto, quando apenas o sistema operacional não supre as necessidades, é preciso recorrer a outras soluções que atendam demandas específicas, por meio da integração.

A otimização de recursos e a satisfação dos pacientes refletirão positivamente no caixa, comprovando que a melhor escolha foi feita.

Quais os benefícios da integração?

Na integração, os ganhos são facilmente perceptíveis, principalmente quando se trata da área de saúde, que conta com recursos limitados e precisa oferecer um atendimento mais humano.

Os principais benefícios que vêm com a adoção de um software de customização incluem:

  • agilidade no atendimento ao paciente;
  • aumento da produtividade;
  • fluxos de informação superiores ao processo manual;
  • facilidade de acessar informações;
  • redução de custos;
  • controle dos recursos financeiros;
  • diminuição dos erros humanos;
  • integração de setores;
  • segurança no armazenamento de dados;
  • maior taxa de satisfação dos pacientes.

Como escolher o melhor software hospitalar?

Com as inúmeras possibilidades disponíveis, é preciso priorizar as demandas das instituições de saúde. Uma pesquisa rápida revelará a melhor ferramenta para solucionar problemas de custo, tempo e eficácia.

A CM Tecnologia é a empresa líder no Brasil em agendamento online integrado e possui soluções para toda a jornada do paciente, desde a confirmação da consulta ou procedimento até o pagamento.

Com um software hospitalar é possível revolucionar o mercado de saúde com a praticidade do ambiente on-line e com a facilidade de uma plataforma intuitiva. Saiba como tudo isso é possível acessando o vídeo tutorial e conheça todas as inovações que preparamos para você!

MetricasGestao (2)

Sem comentários
Postar um comentário