CM Tecnologia / Jornada do Paciente  / Descubra as vantagens em adotar um sistema de gestão hospitalar

Descubra as vantagens em adotar um sistema de gestão hospitalar

Um fato inegável é que a tecnologia faz parte do nosso cotidiano e já é essencial na administração hospitalar. Por isso, ter um sistema de gestão hospitalar oferece muitas vantagens à instituição.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) chama de e-Saúde o uso das tecnologias de informação (TI) e comunicação no setor. Sendo usadas para “tratar pacientes, realizar pesquisas, promover ensino e treinamento, acompanhar doenças e monitorar a saúde populacional”.

Desse modo, a área de TI se apresenta como apoio ao desenho, desenvolvimento, adoção e implantação de inovações. O que reflete no planejamento, gerenciamento e prestação de serviços no atendimento aos usuários.

Desde 2013 é realizada a pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos estabelecimentos de saúde brasileiros. Chamada de TIC, a versão mais atual traz dados de 2016 e entrevistou 2.298 estabelecimentos.

Segundo o estudo, 74% das instituições com acesso à internet possuem algum sistema de registro de informações. Contudo, apenas 12% mantêm prontuários eletrônicos.

O número de computadores com acesso a internet em entidades privadas é 100%. E, 87% dos médicos e 90% dos enfermeiros acreditam que a implantação de programas eletrônicos melhora o trabalho da equipe.

Entretanto, os estabelecimentos que destinam recursos a TI caiu de 72% para 52% na rede privada, em comparação 2015.

Todos esses dados provam que investir em tecnologia da informação é um grande diferencial competitivo. Continue lendo este artigo e descubra as vantagens em adotar um sistema de gestão hospitalar.

Por que automatizar processos?

A automatização de processos é o caminho para impulsionar o funcionamento das instituições de saúde. Neste sentido, a tecnologia é uma grande aliada da organização estrutural.

Os sistemas de gestão podem ser entendidos como softwares responsáveis por integrar todas as áreas do hospital. Do controle de estoque a exames e prontuários de pacientes, toda a articulação pode ser integrada em um único lugar.

A rapidez e controle de informações influencia diretamente na prestação dos serviços. Isso melhora a logística, tendo um impacto financeiro positivo nas contas da entidade.

Assim, é possível gerenciar leitos, distribuir profissionais de acordo com a demanda e prever o fluxo de atendimento no pronto-socorro.

Porém, antes de adotar uma solução para automatizar tarefas, é necessário entender as demandas específicas da instituição de saúde. Só assim é possível escolher um modelo que supra as carências.

Este processo passa pelo replanejamento da infraestrutura de tecnologia da informação. Tendo por objetivo a união dos diferentes departamentos que trabalham por codependência.

Com isso, os sistemas absorvem tarefas administrativas e deixam o capital humano por conta de tarefas técnicas. As necessidades setoriais ficam disponíveis em um mesmo lugar, reduzindo o fluxo burocrático e aumentando o nível de satisfação.

Além disso, esses programas possibilitam a determinação de indicadores hospitalares. Eles podem ser usados para avaliar o desempenho da entidade, sendo imprescindíveis para traçar uma boa gestão.

Quais os benefícios do sistema de gestão hospitalar?

Adotar um sistema de gestão hospitalar traz benefícios para a administração e o operacional das instituições. Com efeito em toda a rotina de trabalho, destacam-se:

Confiabilidade de dados

Com o sistema evita-se a perda de dados. Os processos que antes ficavam registrados em papéis ou planilhas agora vão para a nuvem. Assim, não há extravio de prontuários ou perda de notas fiscais.

Economia financeira

Com mais organização há grande economia financeira. Os recursos humanos que seriam empregados no processo manual, por exemplo, podem ser aproveitados em outras tarefas.

Além disso, o gestor pode fazer estimativas fiéis de seus custos, evitando glosas e agilizando o fechamento de contas.

Segurança de dados

Com a unificação de todos os sistemas em um só, há maior segurança nos dados e tráfegos de informação.

Tomada de decisões

Com uma visão abrangente é possível corrigir erros específicos da gestão e tomar decisões com base em informações sólidas. Assim, é mais fácil empregar os recursos necessários nos setores que realmente necessitam.

Melhora no atendimento

Ao liberar os recursos humanos de tarefas burocráticas é possível investir em humanização. Assim o atendimento passa a ser mais ágil e eficaz, gerando satisfação e fidelizando usuários.

Existem também soluções integradas destinadas a melhorar a jornada do paciente. Isso oferece mais autonomia, possibilitando, entre outras coisas, o agendamento e pagamento de consultas e procedimentos on-line.

Gestão da clínica

Com protocolos que promovem a inteligência clínica é possível definir as condutas que serão seguidas. Desse modo, é possível identificar casos de risco e acompanhar processos de piora nos quadros, alta ou retorno.

Os centros clínicos também podem ser geridos por sistemas acoplados. Eles organizam os agendamentos, pré-agendamentos e workflow.

As possibilidades disponíveis são muitas, desde a integração de softwares modulares até uma maior integração da equipe. O que importa mesmo é que a contração do programa esteja alinhada às necessidades da entidade.

O sistema de gestão hospitalar determina um novo olhar sobre o papel da tecnologia da informação na saúde. Entre as várias funcionalidades, estão as métricas fundamentais para a gestão, que melhoram muito a rotina das instituições.

Sem comentários
Postar um comentário